Bem-vindo. O Bella Thorne Brasil é a primeira e única fonte de notícias sobre a cantora, atriz e modelo Bella Thorne no Brasil. É um fã clube sem fins lucrativos criado com o intuito de informar-lhe. Não possuímos nenhum contato, ou ligação com a mesma ou sua família. Fique por dentro das novidades e siga-nos em nossas redes sociais para mais informações. Sinta-se convidado a desfrutar de todo nosso conteúdo e lembre-se de sempre atribuir os devidos créditos.
SIRIUSXM

Bella Thorne compareceu à radio SiriusXM com Prince Fox para divulgar Just Call. Confira a entrevista, candids e aparições:

ENTREVISTA

Sway: Eu tenho falado sobre o nosso próximo convidado a manhã toda porque eu adoro ela (…). Ela me lembra muitos de nós, sabe? Essa atitude de “Eu não ligo pra o que você pensa de mim, porque o que importa é o que eu penso de mim mesma” (…) “O que me define não é o que você pensa, mas o que eu penso”

Heather B: O que você pensa de mim é problema seu, não meu.

Bella Thorne: Exatamente!

Sway: O que eu penso de mim é minha benção! … Poderia ser a sua também. Nós a vimos nas telas dos cinemas, ela trabalha bastante… Provavelmente trabalhou mais da metade de sua vida. Lançou um projeto musical há um tempo, e agora em um novo projeto. E ela não veio sozinha. Ela trouxe esse jovem rapaz talentoso (…)

Bella Thorne: Prince Fox!

Sway: Prince Fox no recinto! E ele está acompanhando a primeira e única Bella Thorne!

Bella: Galera, vocês tem que parar. É demais pra eu aguentar.

Sway: Eu gosto de você, cara. Eu costumava assistir Shake It Up. Eu sei que pode soar estranho pra você, Bella. Eu tenho uma filha, e eu assistia o que ela assistia.

Bella: Não soa não. Nem um pouco. Muitas vezes, muitos adultos chegam pra mim e falam que costumavam assistir ao programa. Eles falam “Yo, meu filhos são grandes fãs, mas na verdade, eu assistia até quando elas não estavam assistindo. Era um programa muito bom.” E muitos adultos falam comigo por causa de Famous In Love também. “Yo, onde está a segunda temporada? Mal posso esperar.”

Sway: Tá vendo? É assim que nós adultos soamos pra ela. Mas então, Zendaya… Eu sou de Oakland, então eu conheço toda a família dela. Mas seja bem-vinda ao programa. Bem-vinda.

Bella e Prince Fox: Obrigado!

Sway: Mas como vocês se conheceram?

Prince Fox: Nós nos conhecemos em uma festa…

Bella: E depois em outra festa.

Prince: É, depois em outra festa. Mas daí nós nos demos muito bem e trocamos telefone, e eu disse “Yo, eu tenho essa música. Você gostaria de participar se eu mandar ela pra você?”

Bella: E eu disse “Isso é maneiro, mas tem que ser um dueto. Você não pode não cantas suas próprias palavras.

Prince: Sim

Sway: Isso era importante pra você?

Bella: Sim

Sway: Você escreve também?

Bella: Sim, eu costumo escrever bastante agora. Essa foi a primeira música que eu gravei assim que voltei pra música, mas eu vou ao estúdio todos os dias, galera. Todo dia eu to lá escrevendo. Literalmente, todo dia.

Sway: Como você decidiu voltar? Teve algum momento decisivo? Ou…

Bella: Ah, cara, eu não gostava muito de música depois da minha primeira tentativa. Eu sentia que não era pra mim. Mas daí, eu fiz um filme, Midnight Sun, que vai sair ano que vem, e eu tive que aprender a tocar violão para o filme – que por acaso eu não sou muito boa mas eu gostaria de aprender direito – e eu também tive que cantar no filme. Minha experiência com o canto foi tão maravilhosa que eu então pensei “Eu devia voltar a cantar.” Mas eu sempre me senti muito desconfortável com a minha voz. Sempre. Eu nunca nem gostei de cantar no carro. E aí, com o meu ex, que cantava, e ele dizia “Nossa, você tem uma voz muito linda. Você tem que voltar a cantar”, e isso me deu um reforço positivo para voltar. E eu tenho sofrido, galera. Eu comecei com “Ok, eu vou cantar essa pra você”, e agora eu to 13, 14 músicas em duas semanas adentro.

Sway: Você escreveu todas elas?

Bella: Não todas, mas eu diria que 75% fui eu.

Sway: O que foi que você não gostou na última vez que tentou? Foi só sua voz? Ou foi no geral?

Bella: Foi o jeito como tudo aconteceu. Eu não queria cantar naquele momento, pra ser sincera. Só não era certo pra mim, naquela hora. Eu sou meio… Bem, é bem obvio na verdade, que eu sou um espirito livre e rebelde.

Sway: Eu vi as fotos, Bella. Eu vi as fotos.

Bella: Eu não me dei muito bem com a gravadora

Sway: Eu vi bastante. Como é? Ah, sim. Você não se deu bem com a gravadora. Eu quero muito tocar a música, mas… De onde você é?

Prince: Eu sou de Nova Iorque.

Sway: Ah, você é daqui. Nascido e criado.

Prince: Isso, nascido e criado.

Sway: Ah sim. (…) Você começou com remixagens?

Prince: Isso, eu comecei fazendo uns remixes, mas o objetivo sempre foi produzir música original. Eu comecei a lançar minhas próprias música há dois anos. Tive um pequeno hiato também, assim como Bella, e pelas mesmas razões. E a gente meio que voltou juntos.

Bella: É meio que o porque que a gente se deu tão bem. A gente passou pelas mesmas merdas quando o assunto é música.

Sway: Mas o que foi essas merdas? É o que eu to tentando entender.

Bella: Ah, cara. Por que você quer saber dessas coisas? Por que você quer essa negatividade no seu programa?

Prince: (…) É como namorar. Algumas pessoas se dão bem, outras não. Sem ressentimentos. Algumas pessoas não foram feitas para ficarem juntas pra sempre.

Sway: Okay

Bella: É um ótimo jeito de encarar isso.

Sway: Okay, se é isso o que diz. Eu não vejo isso como negativo. Quando vocês dizem “nós passamos pelas mesmas merdas” eu não sei o que é “mesmas merdas”.

Bella: Bem, nós dois demos um tempo e nós dois estávamos nessa vida de gravadora, então nós, literalmente, fizemos as mesmas coisas.

Sway: “Vida de gravadora”. Gostei disso.

Heather B: Isso daria uma hashtag.

Sway: Essa vida de gravadora. Muito bem. A música se chama Just Call. Nós vamos tocar a música e se vocês [ouvinte] tiverem alguma pergunta para Prince Fox e Bella é só ligar… Escuta só…

(Música) / Parte 2

Bella: Por favor, me liga…

Sway: Eu gostei cara. Isso que é música bem produzida. “Just Call”. Bella Thorne e Prince Fox aqui no estúdio. Olha, eu tava assistindo um documentário no avião fim de semana passado e era sobre Zedd.

Prince: Delta?

Sway: Sim, eu voei com a Delta

(risos)

Sway: Não é maneiro?

Prince: Sim, muito maneiro. (…)

Sway: E mesmo no começo, quando ele estava numa banda de punk rock., sabe? (…) Mas nós recebemos o Steve Aoki e falamos sobre a evolução da música eletrônica, sobre como ela é hoje e se ainda é promissora quanto antigamente, as mudanças sonoras (…) O que você [Prince] diria sobre isso?

Prince: Eu, particularmente, acho que se tornou mais baseado na música. Acho que no começo tudo era muito parecido e todo mundo meio que produzia mirando o mesmo gênero. Muitas das música eram muito boas, e muitas música eram ok, mas contanto que tivesse aquele mesmo som, todo mundo ia curtir. Mas agora, acho que o objetivo é música, (no sentido de cada música ter um som diferente) ao invés de mirar num som em comum. Mas gosto muito de onde tem ido.

Bella: Eu adoro todas essas misturas… Eu adoro rap, mas eu costumava não gostar de hip hop porque quando eu escutava não tinha letra pra cantar junto e você só pode se balançar no ritmo por algum tempo. Eu gosto de cantar a plenos pulmões, então eu acho legal quando eu vejo as pessoas trabalhando com o Borgore, e todos esses artistas de hip hop diferentes estão agora se esgueirando em direção à música eletrônica. Ahm, eu adoro isso, fico muito animada com isso.

Sway: Pessoa como o Waka (Flocka) tem feito turnê com artistas de música eletrônica. Mas, quais são os rappers que vocês costuma ouvir? Tipo, o que você canta quando está sozinha em casa, Bella?

Bella: Ahm, eu canto muito Blackbear… Eu canto muito… Oh Louis The Child, cara. Louis The Child é muito eu. Eu fico muito animada. (…) Eu literalmente amo Louis The Child. (…)

Sway: Ah, cara, eu to pegando fogo (imitando Bella)

Bella: O que você [Prince] escuta?

Prince: Eu escuto qualquer coisa, na verdade.

Sway: Mas por que Blackbear? Por que você disse ele?

Bella: Ele tem umas letras muito legais. Um alô pro Mod Sun que acabou de lançar uma nova música chamada “HappyBB” e, literalmente, estamos escutando essa música oito vezes ao dia. É tudo o que eu e Lo escutamos. “HappyBB” o dia todo.

Prince: Duas vezes no carro até aqui.

Sway: (…)

Heather B: O que eu gostaria de saber é que… Vocês são bem animados e cheios de energia… Como são as sessões no estúdio? São sérias ou são cheias de gente, como uma festa?

Bella: Depende, na verdade. Eu tenho um estúdio na minha casa, então, muito gente vai pra lá e… O que eu tenho feito é pegar a guitarra e começo a escrever. Eu acabei de escrever minha primeira música sobre meu pai, mas não tenho nenhuma melodia nem nada. Mas, geralmente, as pessoas vão pra minha casa e o Prince sempre está lá, o Charlie (DePew) sempre está lá… sempre tem pelo menos oitos pessoas lá, e todos nós fazemos música, então isso ajuda bastante. Todos estamos tentando e na mesma vibe. Mas se vou a algum outro estúdio, eu não ligo sobre quem está lá. Se quer passar o tempo, se quer assistir a gente gravar… Eu não ligo. Pode entrar, é uma festa. Estamos aqui pra nos divertir, e não pra ficar atrás do microfone perguntando o que nós já fizemos. Eu to lá pra passar a noite, afinal eu faço sessões de 16 horas.

Prince: Eu confirmo.

Sway: Falando sobre a música sobre seu pai… Ele não está mais entre nós, não é?
Quão difícil foi pra você? Como foi o processo? Foi sua primeira vez [escrevendo uma música]?

Bella: É a primeira música que eu escrevi sobre meu pai. É… bem sombria… E é, literalmente, sobre como ele morreu. E… Eu escrevi no avião porque não conseguia dormir, mas eu não sei bem porque mas me sentia muito inspirada. Eu espero que muitas pessoas, seja porque o pai delas saiu de casa, ou porque o pai delas faleceu, ou porque não são próximos… Espero que essa música represente essas pessoas com esse passado, mesmo que não falem sobre isso, mesmo que não escutem música que dizem que “você foi embora e agora estou sozinho”… Eles não chegam à essa conclusão, sabe? Estamos sempre lutando, repetindo “não estou sozinho, não estou sozinho”, mas essa música é sobre morrer sozinho. Eu espero que quando escutarem… Eu não espero que seja uma grande música, eu só vou cantar com minha voz crua e uma guitarra, e só chorar com qualquer um que queira chorar comigo.

Sway: Uau, quero muito ouvir essa música. Bella Thorne, senhoras e senhores. Eu perdi meu pai em 2009, então…

Bella: Talvez você se identifique com essa música…

Sway: Sim. Eu acho que vou.

Bella: Sinto muito.

Sway: Eu sinto muito também. E você nem precisa cantar afinada. Se não estiver afinado, tudo bem.

(risos)

Bella: Hahah porque eu estaria acabando com a música por estar chorando demais. O que eu penso sobre a música de hoje, ou quando estou num estúdio ou produzindo, eu peço ”Não quero muitos efeitos na voz, não quero autotune, não tunem minha voz”… Bem, talvez um pouco. Vamos deixar ela agradável, pelo menos. Mas, eu não gosto de mexer com essas coisas porque meu tipo de música favorito é música dos anos 80, e o que eu gosto quando escuto Joan Jett ou Billy Squier é que são só eles e um microfone, falando sobre seus sentimentos. Música de hoje em dia é sobre o que vai ficar famoso, o que vai tocar na balada, o que dá pra dançar… E é maravilhoso, mas é tão raro ouvir alguém cantando e a voz deles, o que eles cantam, te tocar. E é isso o que eu sinto falta na música, essas pessoas que só querem falar com todo mundo, então eles colocaram numa música. Então é por isso que eu gosto quando minha voz falha, ou quando eu não acerto todas as notas, eu gosto dessa naturalidade. Eu não tenho a voz mais maravilhosa, eu não sou a Adele, então eu gosto de me distanciar disso.

Sway: Uau, é. Caramba. (…) Eu não sou a Adele também, sabe? Eu sou eu. Você também não, né, Tracey?

Prince: Eu também não sou haha

Tracey: Sabe, Bella? Toda essa conversa me faz dizer “Eu realmente gosto de você”.

Bella: Ah, nossa, obrigada.

Tracey: De verdade. E eu me dei conta porque você não calcula cada movimento, você só segue a sua verdade, o que te parece certo. E é interessante porque eu tenho tido muitas conversas com minhas amigas sobre como somos recebidas como mulheres nessa era, sabe? Estamos agora garantindo que somos reconhecidas por todas as nossas dimensões, e não só por sermos finas e apropriadas e mudas por grande parte da nossa vida. Entende o que quero dizer?

Bella: Obrigada, eu aprecio o que você disse.

Tracey: E mais cedo, quando você chegou, você reconheceu que muitos escolhem te descrever, por causa de uma primeira impressão, e te rotulam como “criança louca”, talvez você se divirta com isso. Mas, o que você diria sobre homens que ficam desconfortáveis com uma mulher que é segura consigo mesma, que é um pouco… selvagem. Mas quando eles veem eles falam “olha aquela vadia”.

Bella: Honestamente, as pessoas acham tantas coisa de mim, especialmente quando estou saindo com alguém. E muitas vezes você não percebe de primeira, mas as vezes os caras ficam com o pé atrás não por causa do jeito que eu me visto, ou como me comporto, ou minha escolha de palavras, mas por que eu escrevo muito e as pessoas ficam surpresas… Com o quão profunda eu posso ser. Gostam de achar que sou… “Ah meu Deus. Que seja, galera”… E claro, eu tenho esse lado animado, mas muitas vezes eu to de boa e… eu não gosto de ter conversas rasas, não quero sentar aqui e falar sobre nada. Eu quero ir fundo, quando alguém consegue meu número e me manda mensagem, eu pergunto “como são seus pais?”. É a primeira coisa que quero saber. E sempre falam “Nossa, você vai fundo na primeira mensagem, B. Eu nem te conheço tanto assim.” Mas a questão é que eu quero conhecer as pessoas desse jeito. Eu não ligo pro resto. E pros caras por ai que veem uma garota que sabe o que quer e boa no que faz… Yo, sinto muito por você não aguentar isso. É muito triste que você não aguenta uma garota que não deixa você passar por cima dela, que não depila as pernas só porque você pediu. Invés disso, eu digo “você quer elas depiladas? Então depile você”.

Sway: Mas você deixaria eles depilarem, né?

Bella: Bem, eu acabei de escrever um texto para a InStyle sobre pelos nas axilas e pelos em geral e… isso aqui [perna de Bella] só tem sido depilada porque as vezes os pelos ficam tão longos que começam a me coçar. Então, eu tive que me depilar porque ficou desconfortável demais. Mas eu gosto de manter peluda pra mandar uma mensagem pras pessoas. Quando eles me veem, eles sabem… Uma vez um cara me disse “(…) Você só está se fazendo de feia. Você poderia ser tão bonita, mas invés disso, você vai contra a sua vontade pra parecer feia”. E eu respondi…

Sway: Nossa, só porque você não tinha se depilado?

Bella: Claro que quando eu saio, eu uso maquiagem. Mas se eu estou só passando um tempo com algum cara, e logo no primeiro encontro, vou sem maquiagem… Claro que você pode ver no meu instagram que eu sei me arrumar… Mas sim, esse é meu rosto de verdade. E sim, ele é coberto de acne, então olhe e aceite e goste de mim mesmo assim. E se não gostar, pode cair fora.

Sway: Adorei isso.

Tracey: Então que você deve ter adorado a foto da moita da Amber Rose.

Bella: Foto da moita da Amber Rose?

Tracey: Siiiimmm… Quando ela postou uma foto mostrando os pelos púbicos.

Bella: Não vi.

Sway: É, ela não se depilou, assim como você.

Bella: Que bom pra ela.

Sway: É um movimento.

(…)

Sway: Por que eles pensam que pessoas que não depilam a axila fedem?

Bella Thorne: O problema é que eu não sou a menina mais higiênica que você conhece. Eu não sei se você consegue ver isso nessa entrevista… Mas, yo, eu tomo banho todo dia, às vezes duas vezes no mesmo dia.

Sway: Bom saber.

Bella: Tipo, eu sou higiênica nesse sentido, mas também tão preguiçosa. Eu esqueço de colocar desodorante… Hoje eu coloquei.

Sway: Os caras com quem você sai não se incomodam?

Bella: Não. Se eu estou fedendo, eu não vou sair me esfregando nas pessoas tipo “E ai? cheira isso aqui”. Não, eu vou ser mais tipo “legal, mas fique longe.” Mas já teve caras que gostaram quando eu estou não cheirando o mais limpo possível. Mas eu uso um spray de cheiro natural que é de baunilha, então eu sempre cheiro um pouco como baunilha.

Sway: E quando a você, Prince Fox? Você cheira a que?

Prince: Eu tenho o olfato muito sensível, então eu sempre acabo colocando muito perfume, o oposto da Bella. Eu tomo muitos banhos também. Eu não depilo minhas pernas e minhas axilas também, mas acho que é outra vibe.

Bella: É?

Prince: Talvez. Na verdade, eu depilei uma vez e foi a pior coisa, então eu entendo o que você quer dizer.

Bella: O que você depilou?

Prince: Minhas axilas.

Bella: Que ideia horrível.

Prince: Sim, horrível.

Sway: Alguns cara depilam os pelos pubianos, você não faz isso, faz?

Prince: Ah, as vezes você tem que dar uma depilada.

Bella: Obrigada.

Alguém no fundo: Tira a roupa!

Bella: Eu não quero uma águia careca.

Prince: Não uma águia careca, mas você tem que manter aparado.

Bella: Você tem que manter intacto, ou deixa-los livres.

Prince: Eu não sou tão selvagem assim. Desculpa

Heather B: Homens depilam os pelos pubianos?

Bella: Sim, é algo grande na verdade.

Tracey: Chama “manscaping”

Bella: Não, manscaping é quando você apara e penteia.

Prince: Não precisa fazer um moicano também.

Bella: Depilar é quando você deixa na pele mesmo. Mas, ugh, não. Eu gosto de pelo, não importa onde. Na verdade, não gosto muito nas costas…

Prince: Eu não tenho pelo nas costas

Sway: É, eu também não. Prince Fox tem as costas limpas, pessoal!

Prince: As costas mais limpas da cidade. As mais limpas da música eletrônica.

Sway: Yo, Bella, é uma grande alegria te-la no programa. Prince Fox, muito obrigado. A nova música está disponível no iTunes. Se chama “Just Call”. Vocês fazer alguma turne? Pra onde vão levar isso?

Prince: Eu acho que sim.

Bella: Definitivamente. Eu acho que vou fazer alguma turnê no fim do ano, ou no começo do próximo, só por que estou trabalhando tanto com música. E na verdade, será pela primeira vez. Fazendo qualquer coisa sem ser atuar, o que é algo grande pra mim. Eu tenho três filmes pra fazer até o fim do ano, depois que terminar de gravar a série. Mas estava falando com a Lo outro dia, a gente devia mesmo fazer isso. E ela disse que seria divertido. Temos tantas músicas saindo esse ano… Vamos sair numa turnê. Não há nada igual a se apresentar na frente das pessoas, isso é… A gratificação instantânea, ouvir as pessoas quando você escreve letras com significado. (…) Se você escreve coisas como eu, coisas que eu realmente vivi, porque é o que eu sei escrever. E quando você ouve pessoas na platéia, gritando suas palavras e sentindo do mesmo jeito que sentiu quando escreveu e por isso que você escreveu… É um momento lindo pra caramba. Isso me deixa pilhada.

Jenny McCarthy: Tudo bem. Minha última pergunta do meu maravilhoso estagiário Brandon. Ele diz: No fim do ano, você estava namorando com… como se fala? Tyler Posey? Mas, houve rumores de que você também saiu com Charlie Ruth? Puth? Eu não conheço essas pessoas. Como você lidou com a mídia depois disso? O que você pode nos dizer sobre o que aconteceu entre você e esses dois?

Bella: Okay, honestamente, tipo uhm… Ty e eu, tipo, terminamos e isso foi bem difícil pra mim, foi definitivamente o término mais difícil que eu já tive. E, na verdade, foi na mesma época em que nós fizemos essa música, e por isso que foi tão bom pra mim, pra me descarregar emocionalmente. Yo, basicamente, tipo, eu e Ty terminamos; Charlie estava tuitando sobre mim já fazia um tempo… e ele estava tentando entrar em contato comigo e eu meio que sai com ele, tipo, duas vezes, sabe? Nós fomos ao cinema, ele era legal. E eu fiquei tipo “Nossa, você é muito talentoso. Caramba, você é demais, cara”. Ahm, e dai ele me convidou para o Jingle Ball para vê-lo se apresentar. E, bem, eu nunca fiz isso, eu nunca voei pra ver alguém se apresentar. Eu achei que seria legal, eu poderia ver o backstage, especialmente porque eu já estava pensando em voltar a cantar. Então eu achei que seria uma experiência legal. Mas daí tudo explodiu, nós nem estávamos nos beijando naquela foto. Parece que estamos prestes a nos beijar, mas não estávamos nem um pouco perto disso. Então eu acabei ficando um pouco chateada quando essa noticia saiu desse jeito. E, você sabe, eu obviamente eu tive que mandar uma mensagem, ligar pro Ty, e ele me respondeu dizendo que estava tudo bem. E ele também foi pra minha casa quando eu voltei de viagem, depois de eu ter saído com o Charlie. E ele me deu luvas de boxe e tal, nós estávamos bem, em bons termos. Eu não achei que seria um problema porque eu sabia que eu e Ty estávamos bem. Mas daí, Charlie viu um artigo antigo… e ele nem olhou a data… E a data era antiga. E era sobre eu e Ty, e eu estava falando como nós dois não temos tantos familiares, e que iriamos passar o Natal juntos e blá blá blá. E o Natal estava próximo, nesse ponto da história, então, em defesa de Charlie, quando ele leu esse artigo e não leu a data, parecia que eu estava falando sobre ainda estar com Ty. Mas ele nem me mandou mensagem, nem falou comigo, ele só… Tipo, eu acordei e minha amiga, Alexi, me ligou dizendo “Yo, esse Charlie é doido, cara. Esses tuítes…”. E eu “Que tuítes? Do que você tá falando?”. E ela então disse “Bella, vai no Twitter.” Eu disse “Lexi, não. Eu to ocupada, eu to escrevendo.” E ela, “Bella, ele mencionou o seu nome e Tyler Posey na mesma frase. Você precisa entrar no Twitter.” E eu fiquei tipo, “Pera. Que?”. E eu entrei no Twitter e foi, meu Deus… Eu me senti super mal, porque eu achei que ele realmente estava pensando que eu ainda estava namorando o Ty, tipo, não. Então eu tentei ligar pra ele várias vezes, ele não atendia. Ele então começou a me mandar mensagens, e eu disse que aquilo era mentira, por que ele tinha tuitado aquilo? Então, Ty me liga dizendo “Yo, yo, yo, do que esse cara tá falando?”. Ele odeia esse tipo de mídia. E ele devia ter só me ligado, Charlie.

Prince Fox: “Just Call” (Apenas Ligue), tá aí.

JMC: Eles só tuítam. Eles não mandam mensagem, eles tuítam. Ele veem as coisas desse jeito.

BT: Eu, eu… Eu não to tentando mandar indireta pra ninguém na internet nem nada. Esse não é meu jeito.

JMC: Não, você não parece ser assim. Você é de boa. Olha, parabéns, de verdade. Bom trabalho. “Just Call”, galera. Baixem no iTunes, e assistam Fica Comigo no Netflix.

BT e PF: Obrigado!

Sway: Muito bem, obrigado por vir, Bella, Prince Fox.

Bella: Compre a música no iTunes, salvem no Spotify.

CANDIDS

APARIÇOES